domingo, 17 de agosto de 2008

Rapidinhas olímpicas (A força da gravidade)

O César Cielo ganhou a medalha de ouro dos 50m livres e o Phelps confirmou o título de melhor atleta de todos os tempos. Mas quem chamou mesmo a atenção no domingo foi a gravidade. Pouco lembrada, a força g deu as caras e só não ganhou a medalha de ouro porque mais uma vez foi injustiçada.

O primeiro feito dos 9,8 m/s² foi no domingo pela manhãzinha aqui no Brasil. Todo mundo foi dormir cedo para ver o Diego Hypólito ganhar o ouro no solo, apesar dos meus conselhos de ficarem na cama e verem a reprise depois. Não adiantou, e muitos teimosos acordaram para ver o nosso ginasta cabra-macho (?) cair de bunda na sua última pirueta e ficar de fora do pódio.

Ainda na arena da ginástica, poucos minutos depois, a gravidade deu as caras na apresentação da Jade Barbosa. Repetindo o desempenho da final do individual geral, a carioquinha de 17 anos também foi afetada pela maldosa gravidade, quase caiu nas duas performances e ficou de fora do pódio

Com a Daiane dos Santos a gravidade foi menos maldosa, e só empurrou de leve a gauchinha para fora do tablado no solo em duas ocasiões – fatais para deixarem a brasileira fora do pódio do solo.

Para fechar o dia em grande estilo, a gravidade conseguiu um double-hit-combo na prova de saltos do hipismo. Bem no último obstáculo, o cavalo Un Blanc de Blancs pulou errado e se esborrachou no chão. Assim como o ginete brasileiro Pedro Vennis, eliminado; e o Brasil ficou de fora da final por equipes. Baloubet du Rouet gostou.

Antes que a gravidade me afete também, desovo as curtas olímpicas do final de semana.

Rapidinhas olímpicas:

Galvão doidão: Depois de faze com que o mundo chamasse o piloto polonês Robert Kubica de Kubizza, o Galvão Bueno tentou emplacar a alcunha ‘Cesão Doidão’ para o Cielo. Não conseguiu, mas fez uma narração épica – lembrando aquela que imortalizou Ronaldinho ‘olha o que ele fez, olha o que ele fez, olha o que ele fez, olha o que ele fez' Gaúcho. Ensaiado, o Galvão repetiu nos últimos 25m da prova: quatro vezes o “Cielo-brigando-com Bernard” e “Vamo, Cielo”. No final da prova, no entanto, perdeu a conta no “É ouro”, seis vezes entoado pelo nosso ídolo.

Borjão doidão: Outro ponto de destaque da narração da Globo que coroou o primeiro ouro do Brasil em Pequim foi o Gustavo Borges. Gênio dentro das piscinas, o Gustavo deixou escapar um gritinho meio Frank Aguiar quando o Galvão deu uma trégua e mostrou que... ah, ele foi um excelente nadador.

Muito ajuda...: Estava rodando os quatro canais do Sportv durante a madrugada e em um deles vi que estava começando a coletiva do Michael Phelps. Deixei ali para assistir, dei o último gole na cerveja e me ajeitei no sofá. Mas demorou muito para eu quase pegar no sono. O motivo? O tradutor do Sportv, que não traduz nada com nada. O mais legal foi quando perguntaram pro Phelps quais os próximos planos após Pequim; o tradutor perdeu a pergunta e já começou: “Agora eu quero voltar para casa, descansar e iniciar os treinos... (pausa) ... porque minha mãe gosta de Roma, e espero que ela conheça no ano que vem”. O cara só esqueceu de falar da parte “os treinos para o Mundial de Esportes Aquáticos de 2009, em Roma”. Para alguém um pouco mais sonolento que eu, o Phelps seria um fenômeno da dislexia.

Praticidade: De que adianta competir com um cavalo que tem medo da água se um dos obstáculos da prova de salto do hipismo é justamente o pulinho sobre uma espécie de riozinho? A pessoa mais indicada para responder a essa dúvida poderia ser Bernardo Alves, mas o cavaleiro brasileiro admitiu que seu animal, o Chupa Chups (!?) tem medo da água. O tal do Chupa Chups deve valer algumas centenas de milhares de dólares. Melhor o tal do Bonito Z, que vale só R$ 5 mil e é todo destemido.

Roginho x 2: Eu disse que o Federer era gay, e o indivíduo da Basiléia (eu costumava chamar de ‘homem da Basiléia’ nas minhas notícias antes das Olimpíadas) soltou a franga mais uma vez, agora quando ganhou o ouro nas duplas com o Wawrinka. Toma jeito, rapá! Uma pena que a gente só não viu o Hypólito soltando a franga quando ganhasse o ouro. Mas vou parar de cornetá-lo: hoje ele deixa de ser o melhor do mundo, e minha torcida pelos fracos, oprimidos e deprimidos pode ter o Roginho de volta.

Trocadilho: Seguindo o padrão Schmidt de humor, Tadeu mostrou que está tão afiado quanto o irmão mais velho, o Oscar. Logo na abertura do Fantástico, o repórter da Globo, atrás do Templo do Céu, não perdeu a deixa e lançou uma fraquíssima: “E hoje o templo do Céu mudou de nome: virou o Templo do Cielo”. Pior que essa, só a saga “Beijing, Beijing, tchau, tchau” do nosso concorrente.

Saindo do ostracismo: Após sair na foto ao lado do Zidane na agência EFE e ver meu polegar direito ser o destaque do Globo Esporte, fui visto por quase 20 mil pessoas no UOL, com o João Derly. Te cuida, portuga chifrudo!

Tchau pra mamãe: Honrando minhas esperanças, Usain Bolt mostrou ser o homem mais rápido do mundo e ganhou a prova dos 100m rasos do atletismo. Não só venceu como arrasou, massacrou, destroçou a prova. E logo depois da metade do trajeto já virou pra câmera, fez careta, bateu no peito... só faltou levantar o maiô e mostrar uma camiseta com os dizeres "Chupa, Asafa". E eu, no sofá de casa atrasado para o trabalho, fiquei cerca de 1 minuto tentando entender o que tinha aconecido.

4 comentários:

Fábio disse...

Pô, sacanagem com o Federer... Eu tenho birra é com o mala do Nadal!

E o que fez o Bolt é ignorância mesmo. Espetacular!

paula r. disse...

sabe quando você sente que vai dar merda e depois fica se culpando porque realmente deu merda? me senti assim em relação à queda do hypólito. eu tinha acabado de chegar em casa, 6 da matina, resolvi nem dormir pra assistir. e ele perdeu. aff.

ah, e os nossos cavalos são realmente péssimos! malditos puro sangue!!

e o galvão bueno é o cara que consegue falar o maior número de palavras numa prova de 50m que dura 20 segundos. aff de novo.

beijo

Boninha disse...

Essa eu só li porque falava dos meus atletinhas queridos =P

Brincadeira... tadinhos =/

E tadinhos dos cavalinhos também =/

Boninha disse...

Agora me diz como eu consegui escrever "inho" tantas vezes no mesmo comentário!!!!!!!!!