sábado, 16 de fevereiro de 2013

Entenda as piadas sem sentido do Chaves: o que vale mais? 1 gol contra ou um oitavo? Uma corrida ou um terço?


São poucas as falas do Chaves mais nonsense que as questões que o Seu Madruga resolve fazer para as crianças da escolinha quando o Professor Jirafales vai dar uns pegas na Dona Florinda, né? Por muito tempo quebrei minha cabeça (mentira, só desistia quando não encontrava respostas) até resolver ir mais a fundo. Maravilha um dia de 25 horas com o fim do horário de verão, né?

O que vale mais? 1 kg de tomate ou 1 kg de cebola? Um gol contra ou um oitavo? Uma corrida ou um terço? – e menção honorável para a réplica do Godines, que deixa o Seu Madruga totalmente desconcertado: ao ar livre ou em quadra?



Meus caros, não adianta quebrar a cabeça para tentar encontrar algum sentido lógico nessas piadas em português. É preciso abrir nosso cérebro para o portunhol e tentar ouvir uma, duas, quantas vezes forem necessárias o mesmo diálogo na série em espanhol, no vídeo abaixo a partir do instante 5:00. Ou ter paciência e ler esse texto até o final J.



Acontece o seguinte... primeiro, o Seu Madruga pergunta para a Pópis: qué vale más? 1 kilo de jitomates (calma, isso ainda é tomate, em português ou em espanhol... mas os mexicanos gostam de conservar a origem do nome asteca da fruta: xitomatl) o 1 kilo de cebollas? Nada novo até aí, ok? O tomate tá bem mais caro que a cebola. Então todos aprovados, vamos para a próxima.

Ñono, qué vale más? Un gol de campo o un... doischown? Pois então… inicialmente pensei em um gol de campo, mas... não faz sentido marcar um gol de fora do campo, correto? Mas... lembram que o Seu Madruga era o coach de futebol americano que cocheava o Quico? É isso, meus caros! 

Gol de campo...  nada mais é que um field goal, a jogada em que a galera resolve chutar a bola oval no naquele gol estranhão do futebol americano! Logo, aquela coisa impronunciável que o Seu Madruga pronuncia nada mais é que um... touchdown! (Não julguemos o Seu Madruga, a pronúncia dele em inglês não é tão boa assim, como já vimos aqui antes). E um touchdown vale mais que um field goal, apenas para esclarecimento. Vamos supor que todos aprovaram, certo?

Então chegamos à pergunta final, a mais intrigante do seriado. Godines, qué vale más? Una corrida o una tercia? E então o Godines prontamente questiona: en abierto o en cerrado?

Foi difícil entender isso, mas basta partirmos do seguinte pressuposto da questão anterior: os mexicanos, sabe-se lá por que, traduzem alguns termos ingleses de uns esportes. Como o próprio field goal. Percebi isso vendo o último Super Bowl em uma web telegato com transmissão em castelhano: jogavam os Cuervos de Baltimore (aka Baltimore Ravens) contra Los Cuarenta y Nueve de San Francisco (San Francisco 49ers).

E aí o que temos? Pôquer! Uma tercia, em espanhol, seria o que conhecemos como uma trinca (three of a kind), a sétima combinação mais alta do carteado. E a sexta combinação mais alta é a... corrida! Ou a sequência (straight)!

Daí já sabemos que uma corrida vale mais que uma tercia, certo? Mas o que isso tem a ver com o “en abierto” ou “en cerrado”? Acontece que o pôquer possui uma série de variações, dentre elas a aberta e a fechada – ou seja, todos os jogadores vêem as cartas dos demais.

Honestamente, me limito a saber malemale jogar o estilo Texas Hold’em, por isso não posso sair falando bobagem se a trinca vale mais ou menos no pôquer aberto ou no fechado. Mas... parece que o Seu Madruga também não sabe, por isso aprova o Godines (e se algum especialista souber informar isso, à vontade, por favor).

Ok, entendemos que, na versão original, as perguntas do Seu Madruga têm lá seu sentido, né? Mas então por que diabos a versão em português usou termos tão sem sentido na dublagem?

Simples: Chaves chegou ao Brasil na década de 1980, quando não havia internet para pesquisar, futebol americano e pôquer eram esportes praticamente desconhecidos por aqui e não tínhamos a ESPN para transmitir essas modalidades.

Estamos entendidos?

10 comentários:

Albert disse...

Muito obrigado por esclarecer essa piada! Há muito tempo eu estava "encucado" com ela! Quem iria imaginar que era relacionado ao futebol americano e ao pôquer!

OFF: não sei se é uma sugestão tola, ou se você assiste ao seriado, ou não tem tempo, mas acho interessante se talvez viesse a desvendar algumas piadas mal traduzidas do seriado "Todo Mundo Odeia o Chris", no qual percebe-se vários deslizes na tradução e que deixam algumas partes sem sentido, na minha opinião seria muito mais fácil pois original é em inglês.

Parabéns pelo blog! Continue assim!

araujofpinto disse...

CARA, EU AMO VOCÊ! PARABÉNS!!!

Eu desconfiei que tercia seria trinca, mas nunca que corrida seria sequência!!!

Muito foda!

Will disse...

Muito legal, Felipe! Minha infância foi feliz com a tradução mal feita, mas bom saber anos e anos depois que tudo tinha algum sentido. :) Mas prefiro ficar com o "original" em português...

Ray Costa Valle disse...

Eu sempre interpretei como se o seu Madruga, como um homem simples e sem conhecimento, inventou perguntas como..."O que vale mais, uma corrida ou um terço?"...(misturando qualquer coisa com algum conhecimento matemático que ele possivelmente teria)e o Godines, por ser um personagem sagaz, apenas repassou a bola com outra pergunta randômica, e pelo fato de o seu Madruga não saber a resposta nem de sua própria pergunta, quanto menos a resposta do questionamento do Godines, teria dado uma nota com o intuito de acabar com o assunto e não precisar se explicar.

Anônimo disse...

Caramba. Parabéns pelo grande feito e obrigado por compartilhar.
Quanto ao que o Ray Costa Valle disse: também sempre entendi essa cena desta forma -- quem sabe não tenha sido essa a intenção também dos tradutores?
E a sua conclusão de que o motivo pela tradução imprecisa era a falta de Internet, também foi na mosca! Quanta coisa a Internet possibilita hoje! Mesmo assim é necessário alguém com um excelente faro como você para juntar as partes.

Anônimo disse...

Recorde mundial de trocadilho mais demorado para se entender!

Dá uma sensação estranha de imaginar que hoje em dia é possível conectar coisas tão desconexas de maneira tão rápida com 3 segundos de google...

Jaburtufo disse...

Sensacional explicação meu amigo, já desconfiava que na versão brasileira foi adaptado. Por mais que tenha ficado sem sentido as piadas na versão brasileira, foi a versão que mais marcou.
Excelente blog tá de parabéns.

Anônimo disse...

Olá! Descobre pq no episódio do Chapolin ele sempre chamava o Conde Terra Nova de Chiuaua.

Anônimo disse...

Terranova é uma raça de cachorro, daí o Chapolin trocar por chiuaua.

eeeeeeeeu disse...

voce é um genio, eu fui buscar uma frase do seu madruga da aula pra uma zueira e quem ta tendo aula sou eu
solucionou duvidas de anos. Isso devia ta em alguns sites de CH haha
vlw!